Palestras - Abril de 2014
Abril de 2014

 
PALESTRA:  Simplicidade e pureza de coração
 
 
Boa noite a todos!
 
Após um mês intenso de emoções e atividades, começamos este mês de abril como se fosse o marco de uma nova etapa em nossas vidas e para isso, vamos falar sobre a pureza em nossos corações, conforme Meishu Sama nos orienta no salmo de hoje. Pesquisando sobre este tema, encontrei muita coisa boa e  gostaria de compartilhar o que encontrei.
 
Na Bíblia temos a seguinte passagem: “ Bem-aventurados os que têm puro o coração, porquanto verão a Deus.” A pureza do coração é inseparável da simplicidade e da humildade. Exclui toda ideia de egoísmo e de orgulho. Por isso é que Jesus toma a infância como emblema dessa pureza, do mesmo modo que a tomou como o da humildade.
 
Encontrei alguns trechos de palestras que expressam bem este tema.
 “ Quando Meishu Sama adverte que se deve deixar a pessoa cair, parece não ser uma atitude de amor. Entretanto nada é mais verdadeiro. De fato, Ele procura ensinar-nos que o aprimoramento deve nascer no íntimo, no coração de cada um. Não se trata apenas de corrigir atitudes, opiniões, mas de uma tomada de decisão irreversível. Por esse motivo, muitas vezes há pessoas que não entendem essa atitude e a julgam demasiado drástica. É, porém, uma maneira de agir que não as impede de serem alertadas de seus erros, pelo menos uma vez.
 
Como ouvir, ou não, é uma responsabilidade pessoal, na maioria dos casos o aconselhamento gera um efeito contrário, embora tenha sido realizado com o máximo de boa vontade. Normalmente surgem mágoas, ressentimentos e frustrações decorrentes do não-entendimento pelo outro daquilo que lhe foi apontado como um erro de conduta. Por isso, em situações semelhantes, Meishu Sama só avisava uma vez aos membros a respeito de qualquer deslize de comportamento.
 
Quando temos muitas máculas, nossa mente fica nublada e não conseguimos distinguir o bem e o mal. Portanto, adquirir pureza de alma é o princípio básico de todas as religiões e constitui um trabalho muito importante ao qual devemos estar sempre atentos. Atingir esse nível também é a nossa meta. Recentemente dei uma aula sobre o ensinamento Doenças mentais e o Johrei. Recomendo que a leiam e estudem, porque Meishu Sama cita pontos importantes sobre este assunto.
 
O coração é tido como o centro da personalidade. Não indica meramente a sede dos afetos e das emoções. Nas Escrituras “coração” inclui mente, emoção e vontade. Fala do homem na sua totalidade. Jesus está falando que a pureza deve penetrar em todos os corredores da nossa vida: nossos pensamentos, emoções, motivações, desejos e vontade.
 
De tudo o que o homem deve guardar, o principal é guardar o seu coração. Dele procedem as fontes da vida.  Porque a pureza exterior pode ser apenas aparente – Deus vê não a aparência, mas o coração. Jesus condenou a hipocrisia dos fariseus que mantinham uma santidade exterior, mas eram impuros por dentro. Limpavam o exterior do copo, mas havia sujeira dentro. Eram como sepulcros caiados.
 
            Porque o coração é o lugar da morada de Deus – Deus habita no coração. Se o nosso corpo é o templo do Espírito, o coração é o santo dos santos. O coração puro é o paraíso de Deus, onde ele se deleita em habitar.
Um coração puro serve a Deus com integridade – Quem tem o coração puro faz as coisas com sinceridade. Quando seus lábios estão orando, seu coração está orando.
 
Um coração puro afasta-se de toda a aparência do mal. Ele não flerta o pecado. Ele não vive na região do perigo. Ele não paquera a tentação. Ele foge porque respeita a santidade de Deus. O salmo de hoje está ensinando sobre a força da palavra que exerce grande influência tanto no mundo espiritual, quanto material. Num outro trecho de uma palestra encontrei: “ Quem descobriu pela primeira vez esse poder em Meishu Sama foi o Segundo Líder Espiritual da Oomoto, um religioso de grande espiritualidade. Certa vez tendo encontrado Meishu Sama lhe disse: Okada San (o nome próprio de Meishu Sama era Mokiti Okada) o senhor possui uma força tão misteriosa que se falar que a água de um copo cura todas as doenças, de fato, isso acontecerá.
 
            Meishu Sama continuou usufruindo desse misterioso poder para a salvação de toda a humanidade, bem como o utilizou também no trabalho de construção do Reino de Deus na Terra. Um pouco mais tarde, descobriu que embora pudesse curar pela força da palavra, esse método não eliminava as toxinas do corpo, nem queimava as máculas do espírito. Foi então que descobriu o Johrei e concluiu que o ponto definitivo de cura tanto espiritual, quanto física, seria a canalização da Luz de Deus que eliminava as impurezas do corpo e as máculas do espírito.
 
Torna-se, contudo, necessário que a gente entenda bem o significado do Kototama. De onde vem essa força? Conforme o salmo, surge justamente da pureza do coração. Algo bastante lógico, mas um pouco além do nosso entendimento mais profundo, embora as pessoas considerem o coração como alguma coisa muito preciosa. É comum a gente ouvir frases como "tem um coração de ouro" querendo traduzir "pureza" como um tesouro inestimável. De fato, quem tem um coração imaculado possui um tesouro de valor infinito, muito maior, portanto, do que o ouro que a gente ganha, perde e, às vezes, desaparece.
 
Quando nossos corações estão maculados, as palavras também são impuras. Então, se alguém tiver muitas máculas, ao falar determinadas frases visando a um objetivo definido poderia destruir o outro ou até o mundo, caso tivesse a força do Kototama. Acredito, que a maioria não a possui exatamente por isso. Revela também senso de justiça presente em todas as coisas criadas por Deus. Imaginem alguém falando ou desejando mal ao outro, usando a força do Kototama. Com certeza o mataria. Mas Deus é justo em tudo que faz.
 
            Acontece inclusive de a gente reclamar do fato de nossas palavras não surtirem efeito. É claro, pois temos muitas máculas. À medida, porém, que formos purificando-as e nos aprimorando espiritualmente, passaremos a evitar a emissão de qualquer pensamento ou expressões negativas. Mesmo que nos aconteçam coisas ruins é necessário que as mudemos para o bem. Em vez de reclamar, devemos voltar-nos ao Céu e agradecer ao Criador. Ainda que seja um pouco forçado, devemos emitir só palavras positivas. É uma forma de aprimoramento pelo qual, pouco a pouco, nossa alma vai sendo depurada. É esse o sentido expresso nesse salmo que Meishu Sama compôs sobre a pureza do coração. Além disso, é um poema que nos alerta para a necessidade da purificação tanto espiritual quanto física neste momento em que a Era do Dia está se aproximando com rapidez. Uma vez mais puro, nosso espírito conseguirá, pouco a pouco, utilizar a força do Kototama através das palavras que trarão certamente resultados positivos.
 
            É por essa razão que Meishu Sama nos pergunta se não vale a pena depurar o nosso coração, deixando-o livre de impurezas para adquirir a força do Kototama. Contudo, aqui surge um outro problema: a depuração é um ato doloroso, pois algo ruim deve ser arrancado, queimado. É um processo de sofrimento interno, quase abismal. São muitas as dificuldades a enfrentar: ofensas, agressões, humilhações. Se, porém, estivermos bem conscientes de que todos esses infortúnios são meios de purificar o nosso espírito e elevar a nossa alma, os superamos com serenidade e sentimento de gratidão. Nem mesmo liga muito para o que está acontecendo, pois a gente já sabe que, após esse período, virá uma nova fase em que a alma estará fortalecida e o poder das palavras começa a se manifestar.
 
            Assim, pessoas que têm essa capacidade de compreender o verdadeiro sentido da purificação até desejam que Deus realize, em primeiro lugar, a grande limpeza, principalmente antes da chegada do fim dos tempos para que, nessa época, nossa alma já esteja como o ouro de vinte e quatro quilates, maciço, sem mistura. Só desse modo é que poderá ser estabelecido o elo verdadeiro entre a alma e o poder do Kototama.
 
            A partir daí, podemos também meditar sobre o valor das nossas orações. Para podermos nos ligar a Deus, nosso coração tem que estar puro. Quanto mais purificado estivermos, mais nossas preces se aproximam de Deus. Caso contrário, ou seja, quando rezamos com o coração cheio de máculas, é como se Deus não nos estivesse escutando.
 
            Meishu Sama  ensina que, se tivermos um coração puro, mesmo chovendo fogo do céu, não há motivo para pânico. Teremos, na hora exata, a proteção divina. Saberemos com antecedência o que e onde vai acontecer e qual o caminho a seguir para encontrar a salvação. Não há, pois, motivo algum de medo. O nosso único receio deve ser o de termos uma alma impura.    
 
            A partir destas colocações, vamos limpar nosso coração, tornando-o puro, para através de nossa elevação espiritual, ganharmos também força no kototama, utilizando-o para encaminharmos pessoas compromissadas para servirem na Obra Divina, para aumentarmos nossa força na materialização do donativo de gratidão, e ao ministrarmos johrei, sentirmos o amor de Deus e Meishu Sama nesta ato, permitindo que todos a nossa volta sintam o calor da Luz Divina materializando-se.
 
            Nosso primeiro objetivo deve, portanto, ser a preocupação com os valores espirituais. É esse o caminho que nos vai salvar, mostrando-nos a direção segura. Não podemos ficar tão materialistas a ponto de esquecermos a nossa alma. Na verdade, o Mestre quer dizer que os homens cuja alma esteja envolta por impurezas não conseguem manifestar uma consciência autêntica nem possuem discernimento para desempenharem as suas missões. Daí a necessidade de estarmos constantemente mantendo a pureza do coração.”
 
            Que através de nossa mudança, sejamos abençoados com a Grande Expansão, com nossa Sede Própria, com muita prosperidade e com pessoas prontas e dispostas a se tornarem verdadeiros sacerdotes da Salvação.
 
Que Deus e Meishu Sama abençoem a todos!!!       
              
                                                      Reverendo Dorgival     
 
Newsletter
Cadastre seu e-mail e receba novidades exclusivas.
Nome: 
E-mail: 
Cidade: 
0215 Informe o
código ao lado:
 
 
Fone:
55 (11) 4227-4401 / 2341-2508
E-mail:
info@artedojohrei.org.br
Chat:
Fale Conosco
 
 
ASSOCIAÇÃO RELIGIOSA ARTE DO JOHREI
Rua Ibitirama - 629, Vila Prudente. São Paulo/SP.
55 (11) 4227-4401 - 2341-2508
info@artedojohrei.org.br
 
Sobre
Mais
- Arte do Johrei - Johrei
- Meishu Sama - Anima
- Divindades - Ensinamentos
- Donativos - Palestras
- Programação - Experiência de Fé
- Revista Makoto - Unidades
O SITE ARTE DO JOHREI - 2009/2014 - Todos os direitos reservados.