Palestras - Fevereiro de 2016
Fevereiro de 2016
PALESTRA: “Tudo o que vocês vieram cumprir nesta vida será cumprido. Não tenham medo de nada, nem mesmo do tempo.”
 
 
Boa noite  a todos!
 
 
Gostaria de agradecer a presença de todos neste Culto e também a todos os que nos assistem em várias partes do mundo.
 
O ensinamento deste mês é muito forte. Quando o Batismo pelo fogo ficar mais intenso...Meishu Sama explica que Através do batismo pelo fogo, o Mundo
Espiritual vai sendo purificado. Assim, todos aqueles que tiverem "sujeiras
espirituais", se não estiverem correspondendo com a purificação que vem sendo feita no Mundo Espiritual, ou seja, apresentarem muita diferença, vão ser exterminados, ou seja, "derrubados" por esse "redemoinho". As pessoas
que não forem "arremessadas" por ele serão aquelas que vão sobrar.
 
Para ilustrar este ensinamento vou citar uma parábola que uma servidora me contou numa aula: A parábola do ferreiro.
 
Era uma vez um ferreiro que, após uma juventude cheia de excessos, resolveu voltar para o rebanho do Senhor. Durante muitos anos, trabalhou com afinco, praticou a caridade, mas, apesar de toda sua dedicação, nada parecia dar certo em sua vida. Muito pelo contrário, seus problemas e dívidas acumulavam-se cada vez mais.
Um dia, um amigo foi lhe visitar e se compadeceu de sua situação e comentou:
- É realmente estranho que, justamente depois que você resolveu se tornar um homem temente a Deus, sua vida começou a piorar. Eu não desejo enfraquecer sua fé, mas apesar de toda a sua crença em Deus, nada tem melhorado.
O ferreiro não respondeu imediatamente. Ele também já havia pensado nisso muitas vezes, sem entender o que acontecia em sua vida. Entretanto, como não queria deixar o amigo sem resposta, começou a falar e terminou encontrando a explicação que procurava.
Disse então o ferreiro:
- Eu recebo nesta oficina o aço ainda não trabalhado e preciso transformá-lo em espadas. Você sabe como isto é feito? Primeiro eu aqueço a chapa de aço num calor infernal, até que fique vermelha. Em seguida, sem qualquer piedade, eu pego o martelo mais pesado e aplico golpes até que a peça adquira a forma desejada. Logo, ela é mergulhada em um balde de água fria e a oficina inteira se enche com o barulho do vapor, enquanto a peça estala e grita por causa da súbita mudança de temperatura. Tenho que repetir esse processo até conseguir a espada perfeita: uma vez apenas não é suficiente.
O ferreiro fez uma pausa e continuou:
- Às vezes, o aço que chega até minhas mãos não consegue aguentar esse tratamento. O calor, as marteladas e a água fria terminam por enchê-lo de rachaduras. E eu sei que jamais se transformará numa boa lâmina de espada. Então, eu simplesmente o coloco no monte de ferro-velho que você viu na entrada de minha ferraria.
Depois de mais uma pausa, o ferreiro concluiu:
- Sei que Deus está me colocando no fogo das aflições. Tenho aceitado as marteladas que a vida me dá, e às vezes sinto-me tão frio e insensível como a água que faz sofrer o aço. Mas a única coisa que peço é: Meu Deus, não desista, até que eu consiga tomar a forma que o Senhor espera de mim. Tente da maneira que achar melhor, pelo tempo que quiser, mas jamais me coloque no monte de ferro-velho das almas.
 
É preciso que se compreenda que Deus muitas vezes nos põe à prova e se a gente desistir no meio do caminho, jamais chegaremos onde queremos chegar. Quem realmente tem fé confia em Deus sem reserva e deixa em suas mãos o destino de sua vida.
Encontrei recentemente uma passagem de Meishu Sama, bem no começo de sua vida religiosa.
 
Ele escreveu assim:
“De repente, minha alma ansiava por uma fé. Fé! Fé! Senti que encontrar a fé era a única forma de eu ser salvo dos sofrimentos do meu coração, do meu corpo e de minha vida. A dura realidade da vida me havia cercado e cercado meu coração, tão profundamente, como uma espessa parede de gelo. A única coisa que eu queria era olhar para a luz confortadora da fé em algum lugar lá em cima no céu. Esse ato, por si só trouxe a salvação à minha alma, que chorava de aflição e dor num momento tão sofrido de minha vida. Na parte mais profunda do meu coração, eu tinha uma convicção inabalável de uma fé que ardia como fogueira... e nada era capaz de afetar a minha forte convicção de que Deus me protegia todo o tempo.”
 
Quantas pessoas vêm dedicar no Templo, estão fisicamente aqui, mas com a cabeça nos problema,  não largam o problema,  carregam ele pra tudo que é lado  e nem percebem que Meishu Sama está aí sentado ao seu lado! Precisamos trocar o problema por viver intensamente, nem que por uma hora, a verdadeira fé. Não devemos dar as costas para Meishu Sama para ficarmos olhando os problemas.
 
No salmo temos: Mesmo sem força,permita, Miroku Ookami, que eu
me devote sempre ao bem da humanidade.
 
Podemos ver o quanto Meishu Sama confiava e se entregava totalmente a Deus Supremo, ficando uno com Ele. Com isso conseguia se deixar manipular livremente, ou seja,  Deus agia por intermédio de Meishu Sama. Todos nós queremos ser como Ele, mas ninguém quer passar pelas purificações que Meishu Sama passou. Aprendi que quando estamos purificando, é como se estivéssemos sendo moldados por Deus, através da alternância do fogo e da água. Nestes momentos temos que dedicar com mais sentimento e profundidade. Encaminhar pessoas, oferecer gratidão, buscando sentir a verdadeira essência deste ato, muitos pensam que oferecer donativo é colocar dinheiro num envelope e pronto. Se Meishu Sama não sentir a essência que é depositada, não receberemos as bênçãos que desejamos. Através da entrega plena ao servir, poderemos sentir a mão divina em nossas vidas. Está sofrendo, mas mesmo assim, dedica-se de corpo e alma ao servir, ministra Johrei, faz reuniões de lar, dá assistência de Johrei, ou seja vive a fé, sabendo que está sendo protegido e acompanho constantemente por Deus e Meishu Sama. Muitos, ao invés disso, ficam remoendo mágoas, ficam sofrendo em casa, se entregam ao inferno espiritual e sempre buscam culpados. Nestas casas normalmente não tem espelhos, porque senão a pessoa poderia encarar diariamente o culpado pelo seu estado.
Vocês podem perguntar: Mas como eu vou salvar pessoas se estou vivendo em constante purificação? Como motivar se eu mesmo vivo sem motivação? Como dar vida se eu mesmo me sinto morto vivo?
Em minha palestra do culto passado, eu disse que NÃO HÁ GLORIA SEM SACRIFICIOS!  Repito a mesma coisa. Eu tive que aprender em minha vida a tirar forças de onde não existia nada, com isso, ganhei convicção, fé e nunca me senti o desamparo, pois sabia que Meishu Sama estava sempre ao meu lado. Saía em dedicação, e encontrava pessoas com situações piores que as minhas e nesta hora dava-lhe esperança, enchia-os de confiança, motivava-os a servir também. Era como se eu estivesse orientando a mim mesmo. Com isso recebia o sentimento de gratidão destas pessoas e ganhava força para continuar. Fui moldado no fogo escaldante e nas frias águas. Acho que sempre orei, sem saber direito, em nunca me tornar uma espada fraca, com rachaduras, para ser descartada no ferro velho das almas inúteis. Aprendi através disto tudo a força da perseverança e da fé irrestrita em Deus e Meishu Sama. Hoje Chamo Meishu Sama de meu Pai, antes chamava de Mestre.
 
Recebi semana passada uma mensagem muito impactante, talvez pelo modo como chegou até mim. Ela tem tudo a ver com o ensinamento de hoje e com o salmo também. Tudo se encaixa. Gostaria de compartilhar com os senhores.
(...) Vocês todos vieram de outros planos, ninguém é realmente daí. Desculpe se esta afirmação é forte ou assustadora para alguns, mas o plano Terra é apenas um plano escola, um plano de aprendizado sobre a justiça divina e o amor próprio. Todos vocês estão encarnados há muitas vidas para isso, para aprenderem a se amar de verdade e serem justos consigo e com os seus semelhantes. Quando assim fizeram, vocês não reencarnarão mais e sairão do fluxo das eternas somatizações corpóreas. Portanto, vocês que se julgam espiritualistas, esotéricos, detentores da sabedoria universal e se veem como sábios perambulando sobre a Terra, somente por terem lido ou escrito alguns livros de alto teor iniciático, saibam que todo o conhecimento que possuem se não for traduzido em amor e justiça, de nada adiantará. Estou dizendo sobre amor próprio e não sobre amor carnal e narciso, estou dizendo amigos e amigas, sobre gratidão verdadeira, sobre o nobre sentimento que nós os guardiões da câmara do rei, acessamos e queremos transmitir para o máximo de pessoas ao redor do mundo. Nosso intuito é a reativar 33,3 % do cardíaco das pessoas ao redor do mundo. (...) Vocês se tornam hoje transmissores dessa nobre sabedoria chamada gratidão, não é apenas um sentimento, mas sim uma inteligência eletromagnética inteligente, um poder que foi inutilizado há milênios e precisa ser reativado em benefício futuro, vindo de onde nós estamos neste momento, em Sirius, a estrela mãe Isis.
Amigos e amigas. Este momento é sublime, pois vem de encontro com os propósitos maiores que chegam de cima para se manifestar embaixo, para realizar os milagres de uma única a coisa, a vida. Queremos que voltem a sentir a vida, pois ela está se esvaindo de vocês, queremos que voltem a sentir o extraordinário e esqueçam um pouco o mundo ordinário das normas e das regras mundanas. Esqueçam o futuro e também o passado. Entrem dentro deste momento, somente deste momento e sintam o presente eterno, mesmo que seja apenas durante dez ou quinze segundos. Nós queremos que sintam isso, é uma pequena amostragem que queremos demonstrar sobre a vida eterna. Eu sei que presente eterno não é fácil de sentir, como não é fácil sentir a vida. Muitos usam as drogas e os alucinógenos para tentar sentir o que foi perdido, mas não precisam mais de nada disso, está tudo sendo disponibilizado a vocês. Muitos tentam através de artifícios, mas não há artifício capaz de acessar a gratidão. Já possuem o conhecimento suficiente para isso, pois muitos de vocês vieram de planos antigos como a Atlântida e Lemúria, e também de Sirius e Orion, vocês sabem do que estou falando, mas suas mentes mentem e querem que vocês continuem jogando tudo para o racional e passageiro , e somente para o futuro, para o mundo dos eternos amanhãs, sempre dos amanhãs, como se o presente fosse algo fútil e passageiro, e de pouco valor. Porque vocês fazem isso? Porque menosprezam tanto o tempo presente? Eu vos digo. Vocês não prezam o presente porque se esqueceram de vibrar o amor e a pura felicidade. Esqueceram de sentir e usar a gratidão em suas vidas, porque a gratidão só existe dentro do presente, e vocês têm preguiça de agradecer e não dão mais valor para isso, dão valor somente para as coisas, que por sinal um dia desaparecerão para sempre. É por isso que vocês se sentem vazios, sem vida, doentes e perdidos. É por isso não conseguem acessar seus propósitos de vida, seus anseios maiores de alma e se conectar com seus centros de sinergia universais. Desculpe ser tão duro neste momento, mas estou dizendo tudo isso pela força do esclarecimento e não do julgamento. Por isso eu me senti orgulhoso de vocês. Pois sei que não está sendo fácil ultrapassar esta barreira que se forma entre dois mundos que estão se apresentando. Sei que não é fácil ultrapassar a transição pela qual a Terra está passando. Muitos não conseguirão passar. Sabe por quê? Porque não se pode entrar no novo mundo e se beneficiar das novas frequências de cura e sabedoria que estão sendo disponibilizadas, se continuarem se alimentando das ilusões que teimam em se manter dentro das suas mentes. E não estou dizendo sobre ilusões como acreditar em milagres impossíveis, acreditar em entidades espirituais que supostamente são apenas criações mentais de alguns gurus, acreditar em formas pensamentos e até mesmo num sucesso utópico.(...)
 Como disse, eu sei que não está sendo fácil. Da mesma forma que o novo mundo, as novas frequências, e as novas forças da criação estão puxando aqueles que já estão prontos, da mesma forma, o velho mundo, as velhas frequências, aquelas que não pertencem mais a vocês, não estão querendo que vocês sigam adiante e estão puxando vocês para trás com muita força. Não estou falando sobre pessoas, entidades espirituais, seres obsessores, zombeteiros, magos negros, ou demônios, esqueçam tudo isso, pois eles logo estarão fora deste plano e não terão força suficiente para enfrentar as magníficas forças da luz que estão chegando para arrebatar e iluminar as vossas vidas. Estou dizendo sobre forças não físicas, frequências antigas que estão sendo engolidas pela força dos ferozes ventos do Sol Central. Estou dizendo sobre coisas antigas que não fazem mais sentido para as suas vidas. Mas elas ainda persistem em existem e alterar seus humores, suas saúdes, seus medos e suas angustias. Como? Através das suas ilusões, dos seus medos, das suas auto corrupções e das mentiras. Enquanto vocês não tiveram coragem de deixar para trás tudo aquilo que puxa vocês para baixo, não terão a oportunidade de atravessar este rio cósmico que passa bem na sua frente. Não terão a possibilidade de viver a tão sonhada nova vida que muitos mentores estão querendo mostrar. A nova dimensão, a nova forma de viver e conviver consigo mesmo, não é algo fenomenal, vocês não verão raios no céu, não verão cometas, não verão explosões do Sol Central. Sabe por que não verão? Por que tudo isso não se pode ver na dimensão ordinária onde vocês estão, somente no mundo extraordinário dos sentimentos e dos sonhos é possível ver o que está acontecendo no tempo do não tempo, o tempo eterno. Vocês podem apenas sentir. É por isso estou aqui neste momento, para lhes dizer que o sentimento de gratidão é raro e poucos estão dispostos a sentir e transmitir isso adiante, mas todos aqueles que estiverem dispostos a vivenciar este nobre sentimento, afirmo que se tornarão mestres de si mesmos e mudarão completamente as suas vidas. E através de seus exemplos mudarão todos que estiverem ao redor e também o mundo. Somente assim poderão ajudar a alma mundi. (...)
Vocês decretaram viver a gratidão nesta vida e durante esta passagem. Por isso estão em alinhamento conosco hoje. A gratidão é a força que nos une. A força que mudará vocês e o mundo inteiro nas próximas décadas.
Sou orgulhoso de todos vocês! Eu sou Shantaka, mestre de sabedoria, guardião da grande pirâmide de Gizé. Sumo sacerdote da primeira dinastia Núbia do antigo Egito. 704 antes de Cristo.
“Tudo o que vocês vieram cumprir nesta vida será cumprido. Não tenham medo de nada, nem mesmo do tempo.”
 
 
Boa Missão a todos!!!!
 
Que o Deus e Meishu Sama nos abençoem e nos protejam. Que Eles voltem para nós as suas faces e nos concedam a paz.
 
 
                                                Reverendo Dorgival   
Newsletter
Cadastre seu e-mail e receba novidades exclusivas.
Nome: 
E-mail: 
Cidade: 
4765 Informe o
código ao lado:
 
 
Fone:
55 (11) 4227-4401 / 2341-2508
E-mail:
info@artedojohrei.org.br
Chat:
Fale Conosco
 
 
ASSOCIAÇÃO RELIGIOSA ARTE DO JOHREI
Rua Ibitirama - 629, Vila Prudente. São Paulo/SP.
55 (11) 4227-4401 - 2341-2508
info@artedojohrei.org.br
 
Sobre
Mais
- Arte do Johrei - Johrei
- Meishu Sama - Anima
- Divindades - Ensinamentos
- Donativos - Palestras
- Programação - Experiência de Fé
- Revista Makoto - Unidades
O SITE ARTE DO JOHREI - 2009/2014 - Todos os direitos reservados.