Palestras - Julho 2009
Julho 2009

PALESTRA : Vencer o mal em nós mesmos....
 
 
Bom dia a todos !
 
Lendo algumas palestras antigas de grandes missionários, encontrei uma de um reverendo que dedicou com Meishu Sama que ilustra bem o salmo de hoje.
 
Neste salmo, na segunda parte, Meishu Sama nos mostra com deve ser a postura de seus servidores na dedicação:
 
“A virtude que é ostentada, não é virtude genuína.
A boa ação que ninguém vê é que conduz a Deus. “
 
Se a sua fé é forte e se suas atividades diárias baseadas nessa fé são corretas, Deus não o abandonará quando estiver enfrentando dificuldades. O que quero dizer com “Deus não o abandonará” é que alguém que desejou compensá-lo por sua virtude certamente aparecerá e o ajudará. Se não aparecer esse tipo de pessoa, é melhor refletir sobre você mesmo, sua postura, seu sentimento.
 
Você deve questionar sobre sua fé. Se ela tem sido apenas fingimento, ou se suas práticas diárias são verdadeiras e de coração. Se através dessas reflexões, descobrir que o poder da virtude que é cultivado pela sua prática de fé, embora invisível, tem uma força tão grande que nunca é destruído ou estragado como dinheiro ou bens materiais, então você saberá que cresceu espiritualmente como um ser humano, e ganhou um tesouro inestimável em sua vida.
 
Em outra parte temos:
“ Um homem pode muito bem enganar os outros,
mas não pode enganar o seu próprio coração.”
 
 
As falhas são inerentes ao homem. Como não somos Deus, freqüentemente cometemos erros e falhamos. Apesar disso, na maioria das vezes, nos conformamos.
 
Entretanto, logo queremos apontar falhas se forem erros dos outros. Principalmente quando somos os incomodados, é difícil perdoar. O interessante é que o homem sempre perdoa as suas próprias falhas. Se fosse apenas isto ainda seria aceitável, mas acontece que ele ama mais do que ninguém esse seu ser cheio de erros e que o trai constantemente.
 
Quando o homem consegue pensar do fundo do coração que é um ser com falhas e fraco, conseguirá perdoar os erros das pessoas e começará a se esforçar por corrigir-se também.  Aqueles que guiam e aqueles que são guiados são seres humanos. São simplesmente pessoas que ajudam e cuidam uma das outras. O homem é o homem, e nunca será perfeito.
 
É importante para os que estão em posição de ajudar e orientar o próximo, conhecer suas limitações. Deve compreender que ninguém pode dar realmente verdadeira orientação a outra pessoa. Uma vez que compreendam isto, comecem a orar constantemente e a servir ao próximo com atitude de humildade e gratidão. Assim serão naturalmente guiados e protegidos por Deus, experimentando sempre bons e inesperados resultados.
 
Uma fé sólida, constante e um agradável poder de persuasão podem ser adquiridos com contínuas práticas de fé silenciosa porém firme, como se fossemos iniciantes. Só aqueles que passaram por treinamento durante longos períodos podem ter essas forças. Por isso é tão importante entender purificação e buscar o que Meishu Sama espera de nós.
Finalizando, temos:
 
“ Quem faz muita questão de causar boa impressão
geralmente se esquece de Deus. “
 
Encontre a verdadeira alegria na realização de tarefas de bastidores nas quais não se procura recompensa, e naqueles que, embora desejássemos receber algo em troca, nada nos oferecem. Coloque seu espírito nessas tarefas e enquanto estiver neste Servir, você será capaz de viver muitas experiências, sobre as quais poderá dizer: “Deve ser uma grande graça”. “É a proteção de Deus”. Isto é: você verá claramente o enorme poder e vontade de Deus, que estão longe de seu poder ou vontade pessoal; e você deverá sentir vivamente que está sempre sendo protegido por tal poder. Este é o encontro de sua alma com o Invisível.
 
Para executar bem sua missão, você deve constantemente seguir práticas firmes de fé silenciosa. Qualquer que seja a posição ou função de uma pessoa, ao trilhar o caminho da fé, ela nunca deve esquecer-se de seguir esta humilde prática por toda sua vida.
 
Alguém que tenha se aperfeiçoado o suficiente para ser respeitado pelos outros é um indivíduo que constantemente manifesta este tipo de auto-disciplina e treinamento.
 
Vencer o mal dentro de nós mesmos é a maior das batalhas e nessa guerra, só podemos contar com o apoio de Deus e Meishu Sama, assim entenderemos o real sabor da fé.
 
Muitas vezes ficamos cegos na razão e apenas o que nosso sentimento enxerga através de nossos olhos, é a verdade. Aí começa o perigo da ilusão e os erros cometidos podem causar sérios danos a sua vida e a de pessoas próximas a nós.
 
Uma recomendação constante de Meishu Sama é que não tentemos segurar a pedra que estiver rolando do alto de uma montanha porque acabaremos, na certa, machucando-nos.
 
Através deste exemplo, o Mestre quer ensinar-nos algo sobre a censura aos defeitos alheios. Quando assim agimos, é como se tentássemos segurar a pedra que está rolando morro abaixo. Não vale a pena porque normalmente a pessoa está indo na direção errada com toda a convicção, acreditando no que faz. Nessas condições não tem ouvidos para ouvir. Então o melhor é deixá-la seguir, procurando observar apenas, quando e onde vai parar. Um dia chegará ao sopé do morro e aí permanecerá. Esse será o momento certo para ajudá-la a reerguer-se.
 
Nesses casos, a atitude verdadeiramente sábia é conhecer em que ponto da montanha se encontra a pessoa. Essa é a maneira eficaz de demonstrar aos semelhantes o verdadeiro amor, bem como de ajudá-los de modo definitivo.
 
Aqui está a razão por que Meishu Sama nunca tentava impedir a ação dos membros, embora percebesse muitas coisas erradas. Ao contrário, deixava que batessem a cabeça, pois tinha certeza de um posterior e sincero arrependimento, acompanhado de um pedido de orientação ao qual atendia solicitamente.
 
Nesse momento, Meishu Sama tinha a convicção profunda de que se tratava de uma mudança vinda do fundo do coração e, por isso, todos os conselhos poderiam ser bem entendidos e aceitos com plena consciência.
 
Por isso, pensem, reflitam, mas não percam tempo...
O mal perde sua força quando usamos o bom senso como instrumento de racionalidade.
 
Gravem no coração de vocês uma frase que ficou martelando em minha mente estes dias:
 
“ O mal pode ficar feliz com seu sucesso aparente, mas ele sabe que infalivelmente ele será derrotado pelo Bem. “
 
Boa missão a todos..
 
 

Reverendo Dorgival
Newsletter
Cadastre seu e-mail e receba novidades exclusivas.
Nome: 
E-mail: 
Cidade: 
9427 Informe o
código ao lado:
 
 
Fone:
55 (11) 4227-4401 / 2341-2508
E-mail:
info@artedojohrei.org.br
Chat:
Fale Conosco
 
 
ASSOCIAÇÃO RELIGIOSA ARTE DO JOHREI
Rua Ibitirama - 629, Vila Prudente. São Paulo/SP.
55 (11) 4227-4401 - 2341-2508
info@artedojohrei.org.br
 
Sobre
Mais
- Arte do Johrei - Johrei
- Meishu Sama - Anima
- Divindades - Ensinamentos
- Donativos - Palestras
- Programação - Experiência de Fé
- Revista Makoto - Unidades
O SITE ARTE DO JOHREI - 2009/2014 - Todos os direitos reservados.