Palestras - julho 2014
julho 2014
PALESTRA:  Fiz a escalada da montanha da vida removendo pedras e plantando flores. Cora Coralina 
 
 
 
Boa noite a Todos!
 
Estamos começando mais um Mês, e na busca da essência dos ensinamentos divinos escritos por Meishu Sama, vamos refletir sobre o primeiro semestre deste ano em nossas vidas.
 
Qual foi a nossa maior característica nestes primeiros seis meses? Lamúrias? Julgamentos? Gratidão? Servir? Desânimo? Comodismo? Graças?
 
Vamos imaginar que Meishu Sama nos enviou um telegrama, onde marcou uma entrevista conosco. Deu dia, hora e local. Mas este local marcado, fica em cima de uma montanha e teremos que fazer esta escalada sozinhos.
 
No inicio desta jornada, temos que pensar que teremos apenas uma oportunidade para conversarmos com Ele e temos que aproveitar ao máximo o tempo.
 
O que vamos relatar a Meishu Sama? Nossas desculpas para justificar  erros e fraquezas? Nossos medos? Nosso sentimento de querer parecer vitima diante das  circunstâncias?
 
Temos que pensar bem, porque a jornada é longa e exige esforço. Caminhando sozinhos, vamos poder refletir sobre nossa postura e não teremos amigos para nos apoiar nem outros para nos desanimar.
 
Quando finalmente chegamos perto do local mais alto, teremos uma visão ampla  do que passamos para superar todos os obstáculos.
 
Os músculos doem, as pernas enfraquecidas e implorando por um descanso; a respiração é ofegante, e quando vemos que passamos por áreas perigosas, percebemos  rapidamente que há situações e desafios para os quais não estávamos preparados. Se estivéssemos acompanhados por amigos altruístas, eles nos diriam: “ Vá Não desista, continue! ”. Se,  ao invés de altruístas nossos amigos forem egoístas, vão nos incentivar a desistir, dizer que é uma loucura esta caminhada.
 
Quando finalmente estivermos frente a frente com Meishu Sama, vamos relatar nossas lutas, nossos propósitos e o que estamos fazendo para alcançar a vitória. Não vamos perder tempo lamuriando, com conversa vazia, porque o tempo e curto. Vamos aproveitar, porque ele sabe dos nossos esforços, de nossas fraquezas, ele quer saber de nossas lutas, quer saber o que estamos fazendo e aprendendo para alcançar nossos propósitos.
 
Escalar a montanha da vida, exige esforço, persistência, concentração e tenacidade para se chegar ao pico com êxito.
 
Deus pediu a Moisés que subisse o Monte Sinai. Moisés tinha oitenta anos de idade e fico imaginando  seu  esforço para escalar aquela montanha pelo caminho escarpado e pedregoso para se encontrar com Deus.
 
Moisés fora chamado para uma tarefa e seguiu adiante com alegria e grande expectativa, porque iria entrar em comunhão com Seu Criador. Não usou sua idade como desculpa, nem procurou mais esclarecimentos antes de obedecer.
 
Ele não ficou ao pé da montanha pensando se deveria seguir em frente. Moisés sabia que esplendor e aprovação o aguardavam. Nós  também recebemos um convite, ou melhor, mais do que um convite, recebemos uma ordem divina para subirmos a montanha e nos encontrarmos com Deus.
 
Comparem a subida da montanha feita por Moisés ao nosso aprendizado na arte de servir aqui na Arte do Johrei. Geralmente, é uma tarefa difícil.
Por quê? Em certas ocasiões Meishu Sama  nos responde tão gentilmente e no exato momento, mas em outras ocasiões Ele parece muito calado e distante. Isso acontece para testar nossa paciência e aprendermos a esperar em Deus – quer Ele responda, quer não – e a encontrarmos paz seja qual for a situação.
 
Percebemos claramente que Satanás deseja preencher todo nosso tempo de estar em comunhão com Deus, muitas vezes usando artimanhas para nos desviar de nossos objetivos. Por vezes, temos bons planos e boas intenções, mas as circunstâncias também nos mantêm longe Dele.
 
Satanás usa eficazmente as circunstâncias para ocupar ou eliminar nosso tempo com Deus.  Longe do servir, não receberemos sabedoria, coragem e força, por isso ele é tão persistente em nos distrair, não importa de que modo. As circunstâncias não podem e não devem nos controlar.
 
Devemos controlar as circunstâncias usando a sabedoria do Céu. Busque Meishu Sama em primeiro lugar, antes de começar seus afazeres, para que possa decidir o que deve e o que não deve ser feito. Algumas distrações continuarão a surgir. Com certeza Meishu Sama, permitirá que algumas nos sobrevenham para que aprendamos  a lidar melhor com elas ao buscar Deus  em primeiro lugar. Muitas coisas poderão ser proteladas, mas o servir sincero, tendo os ensinamentos de Meishu Sama como bengala da fé, nos instruirá a seguir em frente, sem vacilos.
 
O tempo usado na comunhão com Deus dissipa toda e qualquer dificuldade ou distração e assim,  encontraremos a paz. Segurando a Sua mão, venceremos todos os obstáculos demasiadamente grandes ou profundos para nós.
 
Meishu Sama fica feliz quando O buscamos em sua essência. Deus levantará as mãos que estiverem frouxas, e fortalecerá os joelhos enfraquecidos; Ele deseja curar corações quebrantados, ajudar os desamparados, libertar os cativos e confortar os enlutados. Todo ser humano pode encontrar a mão de Meishu Sama  estendida para tomar a sua mão. É o que Ele nos ensina sobre a corda da Salvação.
 
Se aprendermos a subir a montanha em primeiro lugar e buscar instruções divinas, então,  nós seremos instrumentos eficazes na mão de Meishu Sama, e seremos usados por Ele para realizar uma obra como fez Moisés.
 
Precisamos deixar de servir esse deus “poderoso” que é  o nosso ego, que por vezes pensamos ser sabedoria, e aprender a confiar na direção divina e em Sua comunicação conosco, nos orientando sobre  de que consequências ou abordagens serão mais eficazes no trato com as pessoas.
 
Se fizermos  isso, teremos êxito em colocar o nosso coração e o de quem nos procura,  nas mãos de Meishu Sama, onde o poder de transformação será manifestado.
 
Nosso empenho em servir a Obra Divina, encaminhando pessoas, materializando nosso donativo de gratidão, ministrando johrei que salva e não apenas levantar a mão mecanicamente, tudo isto, somado a um estudo e pratica assídua dos ensinamentos de Meishu Sama, nos dará com certeza, a vitória em nossos objetivos.
 
Vamos então, escalar nossa montanha, afinal, temos um encontro marcado. Tenho certeza que cada um aqui hoje, recebeu seu telegrama.
 
Que Deus e Meishu Sama abençoem a todos!!!
                                                                        Reverendo Dorgival     
 
Newsletter
Cadastre seu e-mail e receba novidades exclusivas.
Nome: 
E-mail: 
Cidade: 
8621 Informe o
código ao lado:
 
 
Fone:
55 (11) 4227-4401 / 2341-2508
E-mail:
info@artedojohrei.org.br
Chat:
Fale Conosco
 
 
ASSOCIAÇÃO RELIGIOSA ARTE DO JOHREI
Rua Ibitirama - 629, Vila Prudente. São Paulo/SP.
55 (11) 4227-4401 - 2341-2508
info@artedojohrei.org.br
 
Sobre
Mais
- Arte do Johrei - Johrei
- Meishu Sama - Anima
- Divindades - Ensinamentos
- Donativos - Palestras
- Programação - Experiência de Fé
- Revista Makoto - Unidades
O SITE ARTE DO JOHREI - 2009/2014 - Todos os direitos reservados.