Palestras - Junho de 2014
Junho de 2014
PALESTRA:  “ ....não deves te inquietar, porque as tuas quedas são necessárias para que possas saborear a dor do erro e a doçura do triunfo.”
 
Boa noite a todos!!
 
Hoje neste Culto Mensal em Ação de Graças, gostaria  de pedir atenção especial a preparação para o Culto do dia 15 de junho, o culto do paraíso terrestre ou como dizemos aqui a Celebração do reino do Céu na terra.
 
Está se prenunciando um momento de grande impacto na espiritualidade. Não sei dizer o que é, mas dá para sentir que algo se aproxima.
 
Em recente viagem missionária a Minas gerais, pudemos encontrar ou reencontrar a essência da fé messiânica, pude conhecer a pureza do amor pela Obra Divina, de ver membros e frequentadores dedicando sem visar nada em troca, com muita simplicidade, distribuindo amor a todos que entrassem na igreja ou em seus lares.
 
Refletindo sobre este encontro, pergunto se estamos vivendo realmente uma fé centralizado em Meishu Sama? Se estamos dedicando com sinceridade, fazendo nosso esforço máximo em encaminhar pessoas, na ministração do Johrei, nas orações, no donativo de gratidão, na formação de elemento humano, enfim, na expansão como um todo. Precisamos refletir bem sobre isto, para não confundirmos amizade com missão, ou seja, muita vezes podemos estar indo a Igreja por qualquer outro motivo que não seja entrar em comunhão com Deus e Meishu Sama. Quando invertemos os valores, acabamos  servindo a interesses do homem e não ao que realmente importa.
 
Aquele que diz que  conhece e segue Meishu Sama, mas não obedece e nem pratica  aos seus ensinamentos, não é sincero e a verdade não está nele, aquele que afirma que é fiel a Ele, deve andar como Ele andou e praticar o que Ele ensinou. O servidor sincero da Obra Divina nega-se a si mesmo em prol de um bem maior,  toma posse de sua missão e segue os passos do Mestre.
 
O que está para acontecer está fora das nossas expectativas. Serão mudanças milagrosas. Coisas e pessoas que pareciam não servir para nada, se transformarão em instrumentos úteis para trabalhar nessa fase de transição em prol da salvação da humanidade. Por outro lado, aquilo que aparentemente era um Bem e motivo de admiração, de repente, passa a ser algo ruim sem valor algum.
 
 O que Meishu Sama quer é a nossa vigilância no dia-a-dia, através de uma dedicação sincera à Obra Divina. Não vale, portanto, um servir fundamentado no medo da destruição ou na proximidade do tempo da ocorrência dessas mudanças. O que importa é viver cada instante, como se fosse o único. Assim deve viver o nosso espírito, entregue nas mãos do Criador para que cada uma das nossas ações parta de um coração consciente da presença permanente de Deus.
 
Conversando com um ministro, ele desabafando me disse uma frase muito interessante: “ Estou em reflexão e pedi ao Mestre até o dia 15 de junho para me recompor...mas não posso ser negligente...”
 
Vamos também, refletir em nosso sentimento, vamos nos reavaliar e expurgar tudo o que nós deixa impuros, tudo o que nos faz nos sentir sujos, tudo o que nos causa medo e insegurança, tudo o que quer impedir a chegada de uma nova etapa em nossas vidas.  Chegarão momentos em que vamos achar que não servimos para mais nada, vai dar frio na barriga, medo de errar, insegurança, etc., mas se pensarmos bem, poderemos estar sentindo as emoções que muitas pessoas sentem e nos procuram para pedir orientação. Agora vamos sentir o que elas sentem, para poder orientar com amor de salvação, porque já sentimos a dor que ela sente.
Pensem e reflitam sobre quem somos nós. Quem eu sou? O que preciso mudar? O que quero ser?
 
 
Vou finalizar com um trecho de um livro chamado  ADONAI, que é um marco em minha jornada espiritual e ao prestarem atenção nestas palavras, imaginem um recado vindo dos céus:
“ Assim como me iniciaram, eu te iniciei, mas não vás supor que aqui termina nosso árduo e terrível trabalho. Eu sou o sol poente e tu és o sol nascente. Diante de ti está o mundo, com todos os seus atrativos e dentro de ti está o demônio com todas as suas tentações e enganos... De antemão vejo que vais sucumbir, porém vejo também que, na última metade de tua vida, vais levantar-te. Entretanto, não deves te inquietar, porque as tuas quedas são necessárias para que possas saborear a dor do erro e a doçura do triunfo. O mundo está diante de ti e o demônio dentro de ti. Deves derrotar ambos... Sê forte, irmão meu. (...)...tens que te dedicar ao estudo e ao sofrimento. (...) Sê como a flor que perfuma o pé de quem a pisa, e algum dia serão teus companheiros os melhores sentimentos e serás um canal digno da Divindade. O período das tuas provas é longo e rigoroso, porém farei para ti certa exceção, não por favoritismo, mas sim por merecimento.”
 
 
Vamos nos reunir em 15 de junho! Novos rumos, nova fase! Que possamos ser abençoados com a oportunidade de sermos  escolhidos para Renascer como verdadeiros sacerdotes da salvação dentro da Obra Divina.
 
 
Que Deus e Meishu Sama abençoem a todos!!!                     
                                                      Reverendo Dorgival     
 
Newsletter
Cadastre seu e-mail e receba novidades exclusivas.
Nome: 
E-mail: 
Cidade: 
7937 Informe o
código ao lado:
 
 
Fone:
55 (11) 4227-4401 / 2341-2508
E-mail:
info@artedojohrei.org.br
Chat:
Fale Conosco
 
 
ASSOCIAÇÃO RELIGIOSA ARTE DO JOHREI
Rua Ibitirama - 629, Vila Prudente. São Paulo/SP.
55 (11) 4227-4401 - 2341-2508
info@artedojohrei.org.br
 
Sobre
Mais
- Arte do Johrei - Johrei
- Meishu Sama - Anima
- Divindades - Ensinamentos
- Donativos - Palestras
- Programação - Experiência de Fé
- Revista Makoto - Unidades
O SITE ARTE DO JOHREI - 2009/2014 - Todos os direitos reservados.