Palestras - Novembro 2009
Novembro 2009

PALESTRA : 
 
A importância de dizer a tempo
"Eu te amo"...
 
Bom Dia a todos!!!
 
Hoje é um dia muito especial, não que os outros não sejam, mas pelo que estamos celebrando hoje.
 
Antes de começar a palestra, gostaria que fosse lida uma mensagem. Peço a todos que fechem seus olhos e ouçam, sintam e imaginem alguém especial que não se encontra mais entre nós em matéria...
 
A mensagem chama-se RECOMEÇAR...
 
Conseguiram sentir o recado que foi dado?
 
O Sentimento de gratidão aos antepassados deve ser profundo, respeitoso, sincero, por isso queria saber se vocês oferecem seu amor e gratidão às almas dos seus antepassados sempre,  ao apenas no dia de finados?
 
Será que realmente já entendemos que quem está do outro lado ficaria feliz se nós lhes oferecêssemos um sentimento respeitoso e sincero, sem cobranças e sem tristeza nos momentos de oração?
 
Se considerarmos que todos nós somos vida proveniente de nossos antepassados, entenderemos que a vida deles, sejam descendentes próximos ou não, ainda hoje está presente entre nós; assim sendo, eles são como familiares com quem convivemos. Na realidade, os espíritos dos nossos queridos antepassados estão sempre conosco, nos protegendo a todo instante.
 
Consideramos que a oração de gratidão aos nossos antepassados é a base da prosperidade dos descendentes, pois os antepassados representam para nós o que as raízes representam para uma árvore, e dizemos mais:
 
“ A oração de gratidão aos antepassados é como uma flor que nunca murcha".
 
Meishu Sama, em seu salmo de hoje, diz assim:
 
“ Saber que a vida é eterna já é meio caminho andado
para aquele que almeja alcançar a integridade.”
 
Nós temos a capacidade natural de ver, ouvir, sentir, assim como distinguir as coisas, mas na verdade temos uma capacidade muito mais profunda. Quantos aqui já viveram a experiência de ao ver uma paisagem, tiveram a sensação de ter presenciado esta mesma cena.
 
Apesar de não termos a lembrança, indica ser um acontecimento gravado na memória quando na infância, ou quando ainda bebê no colo de nossas mães.
A lembrança guardada no nosso subconsciente vem repentinamente à tona. No subconsciente da pessoa humana estão guardadas todas as experiências, ações que acumulamos no decorrer da nossa vida desde o nascimento. Tudo isso que está gravado na memória, no Budismo dá-se o nome de "semente". Porém estas sementes não são ações acumuladas somente da própria vida.
As ações dos nossos pais, assim como todas as suas experiências também estão incluídas.
 
Quando se pensa que todas as ações dos nossos ancestrais estão guardadas como semente em nossos corações, não podemos negar  que esta relação  é por demais profunda e exata em sua  ligação. Quando falamos em Culto, o que deve vir sempre a mente é que cultuamos somente a Deus Supremo. Aos antepassados, devemos oferecer uma oração com peso de Culto, ou seja, o mesmo amor, a mesma esperança, a mesma gratidão que sentimos num Culto Mensal, devemos transportar para a cerimônia aos antepassados.
 
A cerimônia de gratidão aos  antepassado é a expressão da nossa gratidão às graças recebidas e o compromisso de fazer germinar e desenvolver estas boas sementes.
 
Conseguiremos atingir essa prosperidade através da gratidão e retribuição às graças recebidas, além de praticar decisivamente o caminho da dedicação em prol da salvação da humanidade. E esforçar-se para deixar boas sementes aos descendentes. Este é o significado profundo do culto aos antepassados.
 
E complementando isso, cito o que Meishu Sama diz no salmo:
 
“ Um tesouro imperecível  que não pode ser destruído
é servir os que precisam, sem que estes se apercebam.”
 
Meishu-Sama nos ensina: É preciso que todos saibam que nenhum ser humano é uma existência isolada; qualquer pessoa está ligada aos antepassados, pois é como uma ‘extensão’ deles. Em outras palavras, somos resultado da união de inúmeros antepassados. Os elos espirituais de inúmeros antepassados estão ligados diretamente ao nosso espírito.  Os pecados dos antepassados são purificados no Mundo Espiritual através de um processo de purificação próprio de lá, e parte dos ‘resíduos espirituais’ que acabam sobrando, é transmitida aos espíritos dos descendentes.Estes resíduos é que são as máculas espirituais.
O que realmente elimina as máculas, é a Luz de Deus e Meishu-Sama. Ao entrarmos em contato com a Luz Divina, não só as máculas de nossos descendentes são eliminadas, como também os pecados dos antepassados são perdoados. Por isso, temos que entender como é importante a nossa missão aqui na terra.
 
Meishu-Sama nos ensina que "Quando os descendentes fazem cultos com amor para a alma de seus antepassados, e ou praticam boas ações ajudando outras pessoas contribuindo para o bem da sociedade e acumulando virtudes, a purificação dos antepassados é acelerada.
 
Assim sendo, o amor e o cuidado aos pais não deve ser só enquanto eles estão vivos, na verdade a dedicação e o acumulo de virtudes após a morte deles é a maior expressão de amor aos pais. É comum ouvir-se dizer que quando finalmente nós resolvemos cuidar de nossos pais, eles já não estão mais aqui, mas isso é porque se desconhece completamente a existência do mundo espiritual."
 
Com certeza dentre os senhores também tem muitas pessoas que ao perderem os pais pensaram "ah, se eu tivesse dado mais valor a eles enquanto estavam vivos", não é mesmo?
 
Não é porque o acumulo de virtude após a morte dos pais é a maior expressão de amor a eles, que nós não vamos cuidar deles enquanto estão vivos. Por que se não, pode-se receber advertência dos antepassados. Os pais dos pais é que não vão deixar isso passar em branco. E vão ficar mandando sinais e purificações até a pessoa entender que precisa acumular virtudes e cuidar de seus pais.
 
E além dos cultos e das boas ações, o que deixa os antepassados mais felizes ainda é a dedicação a Deus e Meishu-Sama.
 
Não só a prática do amor humano, mas a prática do Johrei que é o amor divino é a maior de todas as virtudes. Quando nós descendentes dedicamos através do Johrei na obra de salvação de Deus, os nossos antepassados também tem a permissão de receber a Luz de Deus. E a gratidão deles por isso se reflete em nossa vida nos trazendo mais felicidade.
 
 "A prosperidade é garantida a quem sente gratidão aos pais e aos antepassados."
 
E frisando mais uma vez, o respeito para com nossos pais, Meishu Sama cita no final do salmo de hoje:
 
“ Cultuar os pais que já partiram para o mundo espiritual
é a melhor demonstração de amor filial.”
 
Gostaria de finalizar com uma estória..uma mensagem simples..mas que expressa o respeito que devemos ter com o passado, o presente e o futuro de nossos antepassados e descendentes..afinal estamos falando de nós mesmos...
 
A importância de dizer a tempo "Eu te amo"...
 
Depois de 21 anos de casado, descobri uma nova maneira de manter viva a chama do amor.
Há pouco tempo decidi sair com outra mulher. Na realidade foi idéia da minha esposa.
 
Você sabe que a ama - disse-me minha esposa um dia, pegando-me de surpresa.
A vida é muito curta, você deve dedicar especial tempo a essa mulher...
-Mas, eu te amo - protestei à minha mulher.
-Eu sei. Mas, você também a ama. Tenho certeza disto.
 
A outra mulher, a quem minha esposa queria que eu visitasse, era minha mãe,que era já viúva há 19 anos, mas as exigências do meu trabalho e de meus 3 filhos, faziam com que eu a visitasse ocasionalmente.
Essa noite a convidei para jantar e ir ao cinema.
-O que é que você tem? Você está bem? perguntou-me ela, após o convite.
Minha mãe é o tipo de mulher que acredita que uma chamada tarde da noite, ou um convite surpresa é indício de más notícias.
- Pensei que seria agradável passar algum tempo contigo - respondi a ela.
- Só nós dois; o que acha?
 
Ela refletiu por um momento.
- Me agradaria muitíssimo -disse ela sorrindo.
Depois de alguns dias, estava dirigindo para pegá-la depois do trabalho,estava um tanto nervoso, era o nervosismo que antecede a um primeiro encontro .... e, que coisa interessante, pude notar que ela também estava muito emocionada.
Esperava-me na porta com seu casaco, havia feito um penteado e usava o vestido com que celebrou seu último aniversário de bodas.
 
Seu rosto sorria e irradiava luz como um anjo.
- "Eu disse a minhas amigas que ia sair com você, e ficaram muito impressionadas".
Comentou enquanto subia no carro.
- "Elas nem podem esperar para escutar a respeito de nosso passeio.
Me aguardam amanhã".
 
Fomos a um restaurante não muito elegante, mas, sim, aconchegante, minha mãe se agarrou ao meu braço como se fosse "a primeira dama".
Quando nos sentamos, tive que ler para ela o menu. Seus olhos só enxergavam grandes figuras. Quando estava pela metade das entradas, levantei os olhos; mamãe estava sentada do outro lado da mesa, e me olhava fixamente. Um sorriso nostálgico se delineava nos seus lábios.
- Era eu quem lia o menu quando você era pequeno - disse-me.
- Então é hora de relaxar e me permitir devolver o favor - respondi.
 
Durante o jantar tivemos uma agradável conversa; nada extraordinário, só colocando em dia a vida um para o outro. Falamos tanto que perdemos o horário do cinema.
- Sairei contigo outra vez, mas, só se me deixares fazer o convite, disse minha mãe quando a levei para casa. Concordei.
- Como foi teu encontro? - quis saber minha esposa quando cheguei aquela noite.
- Muito agradável... muito mais do que imaginei...
 
Dias mais tarde minha mãe faleceu de um enfarte fulminante, tudo foi tão rápido, não pude fazer nada. Depois de algum tempo recebi um envelope com cópia de um cheque do restaurante de onde havíamos jantado minha mãe e eu e uma nota que dizia:
 
- "O jantar que prometi paguei antecipado, estava quase certa de que poderia não estar ali, por isso paguei um jantar para ti e para tua esposa.
Jamais poderás entender o que aquela noite significou para mim. Te amo".
 
Nesse momento compreendi a importância de dizer a tempo: "TE AMO" e de dar a nossos entes queridos o espaço que merecem; nada na vida será mais importante que Deus e tua família, dedique tempo a eles, porque eles não podem esperar.
 
 
Reverendo Dorgival Santos Silva                                                   

Newsletter
Cadastre seu e-mail e receba novidades exclusivas.
Nome: 
E-mail: 
Cidade: 
2234 Informe o
código ao lado:
 
 
Fone:
55 (11) 4227-4401 / 2341-2508
E-mail:
info@artedojohrei.org.br
Chat:
Fale Conosco
 
 
ASSOCIAÇÃO RELIGIOSA ARTE DO JOHREI
Rua Ibitirama - 629, Vila Prudente. São Paulo/SP.
55 (11) 4227-4401 - 2341-2508
info@artedojohrei.org.br
 
Sobre
Mais
- Arte do Johrei - Johrei
- Meishu Sama - Anima
- Divindades - Ensinamentos
- Donativos - Palestras
- Programação - Experiência de Fé
- Revista Makoto - Unidades
O SITE ARTE DO JOHREI - 2009/2014 - Todos os direitos reservados.